quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

SHOW METALLICA EM SÃO PAULO!!

Diante do Estádio do Morumbi lotado, o vocalista James Hetfield deixou claro qual seria o propósito do Metallica não comparência realizado neste sábado (30), em São Paulo. "Vocês estão prontos? Nossa missão é fazer vocês se sentirem bem", disse o líder do grupo, que não vinha ao Brasil desde 1999 e agora desembarca por aqui com uma turnê Death Magnetic. A apresentação na capital paulista foi a 126 º da atual série de shows. Com uma expectativa de Receber cerca de 68 mil pessoas (a assessoria do evento não soube Apontar o número exato de fãs não comparência), o grupo subiu ao palco às 21h35 depois da apresentação dos brasileiros do Sepultura, que até agora foram contemplados com uma canção triste mas é verdade, dedicada por James. "É um prazer tocar com nossos amigos. Essa música vai para eles, afinal, eles sabem que os brasileiros gostam de som pesado assim como nós", afirmou. Assim como tem Sido Em suas últimas apresentações desta turnê, o Metallica abriu de cara com uma sequência e Creeping Death Por quem os sinos dobram mostrando a Capacidade do grupo de mesclar as intensas canções do seu disco mais recente com os hinos já Consagrados de sua carreira . James, que aparecia meio abatido na entrevista coletiva dada horas antes do show e chegou afirmar que estava gripado, deixou de lado uma doença e mostrou empolgação todo um tempo. Em The Four Horsemen, o vocalista ergueu seu pedestal de microfone para o público cantar e sempre que podia interagia com o público. "Essa é para vocês. Já estão se sentindo melhor?", Questionava ao Público que iluminou o estádio com seus celulares e algumas dezenas de tiaras com chifres coloridos que não repetiram o mesmo sucesso do show do AC / DC. O repertório seguiu em diante com as canções de como Death Magnetic The End of the Line, Broken, Beat & Scarred, The Day That Never Comes e outras. Como não podia faltar, o grupo também mandou os clássicos sequência Sad But True, Master of Puppets, One E para fechar, na, Nothing Else Matters e Enter Sandman, todas essas cantadas em coro e Acompanhadas de ar ¿¿guitarras, por todos headbangers os lados e alguns banhos de cerveja de quem já havia tomado algumas a mais. Presença de Palco Embora o Metallica não em um Carregue sua turnê cenário extraordinário espetáculo, o Revelou algumas boas surpresas. Aliado ao som potente e Telões aos grandes, o grupo programou Explosões de bombas de fumaça, fogos de artifício e diversas colunas de fogo subiam nas laterais do palco que alguns chegaram assustar um dos fãs na plateia. O Metallica ainda posiciona pedestais com microfones nas extremidades do palco para que James e Robert Trujillo pudessem se aproximar do público. Fica ainda o destaque para o baixista, único integrante que não havia vindo ao Brasil com o grupo, que não economizou nas suas poses e "passos de caranguejo" Enquanto tocava o instrumento. Homenagem Depois de Enter Sandman, o grupo saiu brevemente do palco, mas retornou prontamente para o bis. Kirk Hammett voltou primeiro embalando um riff com uma pegada de blues e pedindo palmas da plateia para acompanhar o ritmo. Depois, James Assumiu o microfone para anunciar a primeira música da etapa final. "Nessa hora sempre tocamos uma música de alguma banda que influenciou muito o Metallica", anunciou o vocalista durante um rufo de bateria conduzido por Lars Ulrich. "Essa banda é ... Queen", anunciou Hetfield antes de tocar Stone Cold Crazy, que foi seguida por Motorbreath e teve o show por finalizado Seek and Destroy, canção muito pedida pelos fãs do grupo. "Vocês gostam dela? E porque uma letra fácil é? Eu também gosto", brincou. Chuva de palhetas Com uma prática não muito comum em grandes espetáculos, os fãs do Metallica Tiveram um tratamento VIP em São Paulo. Ao fim da apresentação, Kirk, e agradeceram James Robert A presença do público, se dirigiram para uma beirada do palco jogaram e dezenas de palhetas para os seguidores do grupo disputada formando uma "chuva de palhetas". Lars, por sua vez, baquetas arremessou algumas. "Vocês são ótimos, fãs de Metallica. Com Ficaram a gente nos dias ruins e nos bons dias. Hoje é um dia dos bons", disse James, que também pediu para que os refletores do estádio ficassem acesos durante toda a música para enxergar final O Público que lotava o local. "Espero que a gente não demore onze anos para voltar ao Brasil", despediu-se Lars. Confira o setlist do Metallica em SP: Creeping Death / Por Quem os Sinos dobram / The Four Horsemen / Harvester of Sorrow / Fade to Black / That Was Just Your Life / The End of the Line / The Day That Never Comes / Sad But True / Broken, Beat & Scarred / One / Master of Puppets / Blackened / Nothing Else Matters / Enter Sandman / Bis / Stone Cold Crazy (cover do Queen) / Motorbreath / Seek and Destroy / Show audio São Paulo : http://www.mediafire.com/?sharekey=25227993c9c8d94d7f7ec40ada4772a68124f20e6ce10b0f92595bc19e6628dc

Um comentário:

RAFAEL DE GEA HERNANDEZ disse...

Hola ya estoy otra vez por aqui,despues de que,me borraran el blog,haz el favor,linkeame pues he cambiado el nombre,yo ya te sigo,un saludo..
http://paratusorejas.blogspot.com/