sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

COLETANEA STAY ROCK BRAZIL VOL 04



Mais uma coletânea exclusiva para você baixar e curtir as bandas que são divulgadas na Radio Web Stay Rock Brazil – www.stayrockbrazil.com.br
Agora o Volume 04 sai com a mesma intensidade, com muito rock nacional de variadas bandas de nosso País. Lembrando que a intenção do download é simplesmente para a divulgação do trabalho do artista.
Para informações de contato com as bandas para shows, eventos, cds, encaminhem um e-mail para stayrockandroll@gmail.com que entraremos em contato com as mesmas.

Isso ae....STAY ROCK !!!

01 CORAÇÃO DE HERÓI - Confronto Final
02 PERCYWEISS & Percysband  - Na Balada
03 CARTOON – Tempo
04 DRACO - Vingança
05 MARTIATAKA - Nada Vai Me Parar
06 CASCADURA - O Delator
07 YANNIS GLORIAN - Extasy
08 VEXUS – Arquivos áudio congresso
09 BARANGA - O Céu é o Hell
10 CAÇA NIQUEIS  - Rabo Duro
11 CHUMBO DIRIGÍVEL - Aumente_sua_voz
12 DIABLO DE HAVANA – Beth Girl Miss Anfetamina
13 DORSAL ATLANTICA - Regravaçao 2012 – Guerrilha
14 EXXÒTICA - Agora
15 MADAME+SAATAN – Respira
16 MUNDO CÃO - Força Motor
17 PEDRA – Queimada das Larvas nos Campos sem Fim
18 RENATO ZANATA & BLUES TRIO – Alma Blues
19 RINOCERONTE -Qualquer lugar nova
20  TOMADA  – Catarina
21 TUBLUES - De Tanque Cheio


quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

MASCARA DE FERRO ( SONS DO METAL ROCK + 3 SONS AO VIVO)

 



MÁSCARA DE FERRO

Impossível falar em Metal Paulista sem postarmos algo do Máscara de ferro. Puro metal, visual e som extremamente competente. A Banda tinha grande presença de palco. Assisti a um único show e pirei quando participaram do METAL ROCK. Máquinas no Comando é um hino do metal brasileiro. A banda era formada por Wagner Vassalo (vox), Joe Lee Marcos (guitarras), Tito Lívio (baixo) e Elmano Goatsbeard (batera). Aqui apresento os dois sons da citada coletânea e 3 sons ao vivo, que mesmo com a qualidade comprometida possibilita um contato com essa grande banda.
baixe aqui
MASCARA DE FERRO
http://depositfiles.com/files/e2cau16xv

FABRICA DE ANIMAIS - 2012


Após ter ficado aliviado pelo fato do mundo não ter acabado... kkkk ontem estive na galeria do rock (que virou a galeria fashion rock) e levei o meu sobrinho pra conhecer o lugar. Fui atrás de comprar o recém-lançado CD do "Fábrica de Animais", e lógico... tinha na Baratos Afins (apesar que tentei comprar o CD do blueseiro Sergio Rocha e não tinha)... A Fábrica de Animais faz um som misturando rock'n roll, rock'n blues e rock'n soul, seguindo mais ou menos a mesma linha da banda Saco de Ratos (inclusive são daquela mesma turma de teatro ali da Augusta e Pça. Roosevelt) e indico aqui pra vocês ouvirem no myspace para depois comprar esse ótimo CD. sonzaaaaaço

www.myspace.com/fabricadeanimais
A banda:
Fernanda D'Umbra (voz)
Flavio Vajman (harmônica, guitarra e sanfona)
Sergio Arara (guitarra)
Caio Góes (baixo)
Cristiano Miranda (bateria)

Sigma 5 - Busca - 2002


Em poucos lugares do mundo o metal é tão difundido quanto no Brasil. As bandas de expressão surgem nos mais variados estilos, e de formas inimaginavelmente diversas. Porém, é até engraçado o metal progressivo não ter uma grande referência dentro do país. Na verdade, não tinha, pois com “Busca” o Sigma 5 começa a traçar um caminho que tem tudo pra dar certo.
O debute do grupo carioca ocorreu em 1998 com “Initium”. Contudo, é até covardia comparar o último citado com este segundo lançamento. Trabalho de arte superior, produção melhor, e composições que categoricamente lançam luzes a uma banda única, absurdamente talentosa e de caráter bem determinado, onde virtuosismo e melodia se encontram e convivem perfeitamente.
“Ao Longe” abre o álbum apresentando mudanças, e não somente pelo novo vocalista Riq Ferreira, como também pelo som coeso e as definições de: linha a ser seguida, timbres, participação de cada integrante, entre outras coisas, cujas demandas de um certo polimento foram recebidas e respondidas competentemente aqui.
A música “Os Quatro Quadros”, dividida nas faixas “Em Preto e Branco”, “Horas”, “Fuga” e “Ponto Zero”, é um destaque por fluir bem ao atravessar as influências de música clássica, Marillion e Dream Theater, e desaguar na unicidade do Sigma 5.
Muitos vão falar que o problema são as letras em português, as quais “não combinam com metal”. Parece esquisito para a maioria? Sim, sem dúvida e com razão. Todavia, ao mesmo tempo, é mister refletir sobre o assunto. O estilo pesado não é naturalmente estranho cantado em português, mas acaba soando assim por uma construção histórica. Sendo essa a questão, a história da humanidade nos ensina também como o ‘constructio’ pode se transformar e ser movido, desde que haja vontade e implicação humana.

Formação:
Riq Ferreira (Vocais)
Mauricio Coelho (Guitarra)
Luiz De Simone (Teclado)
André Coelho (Baixo)
João Saravia (Bateria)
   

Tracklist:

01. Ao Longe
02. Mais Um Rosto
03. Os Quatro Quadros - I - Em Preto E Branco
04. Os Quatro Quadros - II - Horas
05. Os Quatro Quadros - III - Fuga
06. Os Quatro Quadros - IV - Ponto Zero
07. Pobre
08. Sombras Do Caminho
09. Pra Descansar
  



(Repostagem) 

 

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

ZERO HORA - COMPACTO




O mundo é pequeno pacas. Nos anos 80 quando morava em São Paulo fui apresentado a um baixista chamado Ivan que era amigo do Nelson Hell ( Death angels, New York Against X Belzebu e Rotheness Records). Ele estava lançado um compacto o qual comprei e guardei até recentemente quando o passei para o colecionador Vinne. Na época assisti a um show histórico no Jabaquara com uma formação bem diferente da que gravou o compacto. O Ivan e o Flávio Lara estavam lá. isso foi no início dos anos 80. Essa semana estava trocando ideias com o Daril Parisi e ele me apresentou o Xyss que havia passado por diversas bandas. Disse que gostaria de conhecer melhor seu trabalho e qual foi a minha suspresa ao saber que o Xyss tinha participado daquela formação que tocou no jabaquara. Mundo pequeno demais. Pior, o Daril é colega do Flávio e o Xyss recentemente esteve com o Flávio e o Ivan. Que coisa! Quem não conhece essa grande banda que depois teve várias formações inclusive com um guitarrista fantástico chamado Oswaldo ( hoje mora na Europa) terá a oportunidade de baixar o compacto com dois sons. Me recordo de um show no Rainbow Bar com o Zero Hora tocando Never Before do Deep Purple e o Oswaldo detonando nos solos. Memório é tudo. E Viva o Metal Rock paulista. Posto inclusive uma foto atual do Flávio, Ivan e Xyss. Que loucura!

Baixe aqui: http://depositfiles.com/files/0tzwqoxof

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

TITÂNIO

TITÂNIO

Galera, agora quero falar sobre o Titânio. Em 1983 conheci um mestre da guitarra chamado Eufrásio. Ele havia tocado no Black Butterfly e estava numa banda que agitava a cena em São Paulo, o YX. O YX arrebentava ao vivo mas infelizmente desentendimentos levaram ao fim da banda. Eufrásio montou então o Titânio, lenda do power metal paulistano que contou com Lobão do Aerometal e Pastore em suas formações. Fui aluno do Eufrásio, com ele aprendi meus primeiros acordes e sem ele fiquei neles rsrsrrsss. Me recordo de vários shows, tenho uma k-7 que preciso encontrar com o show do Rainbow bar. Ninguem tocava metálica como Eufrásio. Segue um link para que vocês conheçam um pouco dessa banda.
Os da antiga devem se lembrar do livro negro do rock, o YX recebeu a honra de uma página inteira. Tinha tudo para explodir. Já entrei em contato com o Ari (batera) e pedi uma cópia da demo, a minha se perdeu. O Eufrásio estava morando em Brasília. Quem tiver notícias me avise.

Baixe aqui: http://depositfiles.com/files/k37iy6gue

PANZER

HOJE IREMOS DIVULGAR A GRANDE BANDA PANZER QUE ESTÁ RETORNANDO A CENA. VETERANA BANDA COM MAIS DE 20 ANOS DE ESTRADA ATUALMENTE ESTÁ SENDO DIVULGADO A NOVA DEMO - RISING. NESSA POSTAGEM ESPECIAL, SELECIONAMOS SONS DE TODAS AS ÉPOCAS DA BANDA. UM REGISTRO IMPERDIVEL.

Para baixar click aqui: http://depositfiles.com/files/kagy89a1w
 
mais Panzer aqui:
Informações sobre a banda estão aqui:
http://metalmedia.com.br/panzer
 
 

domingo, 23 de dezembro de 2012

INKAKTUS PROLE - Vídeo

Me apoiando no clip quentíssimo da música "Menage" da banda Inkaktus Prole
desejo a todos um FELIZ NATAL E UM 2013 SENSACIONAL:




Necronomicon – The Queen Of Death (2012)





DOWNLOAD -> UL | RGTB | EB

Myspace

EXCELENTE BANDA BRASILEIRA. RECOMENDO!

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

BOAS FESTAS !!

BOAS FESTAS , AMIGOS , OUVINTES !! QUE 2013 SEJA UM ANO MAIS REPLETO DE ROCK ´N´ROLL !!!! SÃO NOSSOS VOTOS SINCEROS, DA SUA RADIO ROCK NA WEB!!
www.stayrockbrazil.com.br

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

PALETÓ DE MADEIRA

Paletó de Madeira

A banda foi fundada inicialmente em 2001 em Guarapari - Espírito Santo, com Danilo nos Vocais, Jobinho na Guitarra e Gilson na Bateria, com um projeto de banda de Garagem para tocar rock and roll e sem nenhum nome em mente. Mas em meados de 2002 Jobinho falece. Neste meio tempo Danilo, vocalista da banda, entra em uma escola de música, começa a fazer aula de canto e violão para aprimoramento, acaba por conhecer Bruno de Deus. Meses depois do falecimento do ex-guitarrista entra Márcio no baixo, neste meio tempo o vocalista pergunta ao conhecido Bruno se ele conhecia algum guitarrista para poder entrar na banda que ele tinha formado, porém, o nome que lhe vinha a cabeça, Gustavo, talvez não pudesse aceitar, tempos depois por meio de um outro amigo em comum Danilo conhece Gustavo que acaba se firmando guitarrista e segundo vocalista da banda que ainda continuava sem Nome, dois meses se passam e Márcio é substituído por ironia do destino pela mesma pessoa a quem Danilo havia perguntado sobre algum guitarrista, Bruno ( “ Di Deus” ) que assume o posto de contra-baixista, é nesse Período que a Banda passa a se chamar “Paletó de Madeira“ por falta de sugestões de outros nomes. Após brigas e desavenças Gilson acaba sendo retirado da banda durante este processo William assume a guitarra base porém fica por apenas três meses saindo por motivos pessoais. Passada a turbulência, um antigo amigo pessoal de Danilo, Dominguinhos, assume o posto de baterista, não ficando por muito tempo devido a brigas com o próprio amigo, Renato Metal então toma o posto no banquinho e Pedro Doido forma a dupla de guitarras com Gustavo.
A banda começa a evoluir durante um tempo, faz alguns shows novamente, porém alguns integrantes começam a não ter compromisso com a música, e acabam faltando ensaios e entrando em atrito. A banda começa a declinar em questão de harmonia de convivência, o baterista, novamente o baterista, acaba trazendo problemas à banda, o novo guitarrista acaba desanimando e não se firma mais como antigamente, durante um tempo a banda se reúne para ouvir músicas e conversar sobre projetos parados e tocar um pouco, sendo presentes, Danilo, Gustavo, Bruno e as vezes Pedro. Durante dois meses de procura, Danilo e Bruno dando uma volta na praia encontram um amigo que lhes apresenta Rainon (que a primeira impressão dava um ar nada rockeiro), que aceita o convite para um teste na banda, eis o novo baterista, que traz um novo astral para a banda e mais um toque de qualidade. Durante o tempo decorrido e com várias formações, a banda foi formando um estilo diversificado, resgatando um pouco da influência dos próprio músicos que por ela passaram, e hoje toca covers e músicas próprias, em sua maioria, compostas por Danilo e Gustavo com elementos de hardrock, classic rock, punk rock e ritmos do gênero mas sempre honrando a proposta inicial da banda, que é tocar o velho Rock de Garagem, inclusive, no fundo da garagem do vocalista Danilo, que vive se preocupando com a altura do som que incomoda a vizinhança! E essa é a atual, e esperamos que seja a definitiva, formação do ‘Paletó de Madeira’: Danilo no vocal principal, Gustavo na guitarra, backvocal e vocal secundário, Di Deus no baixo e Rainon na bateria.

http://tramavirtual.uol.com.br/palito_de_madeira

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

CIRCUS MUSICALIS


Galera, quero indicar essa banda aí pra quem ainda não conhece. Os caras já tem uns 10 anos de correria e fazem um som MPB blues dos mais viajantes. Na hora que a cabeça estiver quase explodindo e mesmo assim "afins" de ouvir um som, viaja com esses caras. O link aqui leva ao palcomp3.com de onde dá pra baixar e conhecer a banda. Pra pegar logo de cara a veia do som do Circus Musicalis comecem por estas músicas:

  • A cor do Frio
  • Cantos
  • Fogo de chão ( ao vivo)
  • Paço do Rosário (ao vivo)
  • O Blue da Bailarina
A sonzera vem do roqueríssimo Estado de Santa Catarina (Joinville), terra de muito rock e de muita praia. Grande abraço.


Dorsal Atlantica - Regravações/ 2012



Como todos sabem, a banda carioca Dorsal Atlântica, pioneira do heavy metal no Brasil, conseguiu arrecadar o dinheiro necessário para finalmente gravar um novo álbum com músicas inéditas. É a primeira banda brasileira a viabilizar um projeto desse tipo, com a ajuda dos fãs e colaboradores em geral, situação que tem o nome inglês de crowdfunding.
A banda carioca Dorsal Atlântica decidiu retornar para lançar um novo álbum, que necessitava de R$ 40 mil estimados para o projeto. O crowdfunding é uma espécie de “vaquinha profissional”: no caso de shows nacionais e internacionais, um grupo de pessoas se junta, entra em contato com os artistas, levantam os custos de uma apresentação ou turnê pelo Brasil e vão atrás do dinheiro, que é obtido, na maioria das vezes, com a venda antecipada de ingressos.
No caso ainda incipiente de gravação de CDs, fãs e artistas levantam todos os custos envolvidos na produção e adiantam o dinheiro para o início dos trabalhos. Quem colabora ganha privilégios, como receber edições especiais do CD antes do público, material de áudio e gráfico exclusivo e até ingressos para shows, dependendo do caso.
“Passei 12 anos de minha vida ouvindo quase que diariamente que tinha de reativar a Dorsal Atlântica, que ‘é uma referência na música brasileira’. Ok, acho que chegou a hora, mas se querem tanto que o grupo volte, então que seja um projeto sério e de qualidade, com a participação de todo mundo, inclusive dos fãs, colaborando para viabilizar o álbum”, desafia Carlos Lopes, guitarrista, vocalista e fundador do trio.
Formação atual da Dorsal Atlântrica: Cláudio Lopes (esq.), Carlos Lopes e Hardcore 

Leia a carta que Carlos Lopes publicou no Facebook para comunicar o sucesso da campanha:

“9/06/2012 meia noite e 20 minutos! 315 apoiadores mudaram a história deste país e ainda restam 2 dias – restantes R$ 40.334 – levantados 101%
A vitória na campanha de financiamento coletivo para o novo CD de estúdio da DORSAL ATLÂNTICA, banda separada há 12 anos, é motivo de júbilo para todos nós. Em menos de 45 dias, pavimentamos o caminho à vitória, passo a passo, com trabalho, união, transparência e determinação.
Coisas que esse país não está acostumado a ver.
Juntos, a banda e os 315 apoiadores, escrevemos um novo capítulo da história. Vocês confiaram em nós, acreditaram que somos capazes de produzir um novo e importante trabalho somente para vocês, que investiram muito mais do que dinheiro nesta campanha. 300 apoiadores em um país de 200 milhões de habitantes, fizeram toda a diferença. Vocês disseram não à indústria. Vocês disseram não ao hábito nacional de reclamar e nada fazer. E o melhor: disseram sim aos novos tempos.

“Nascemos com a missão de fazer um sonho viver
Mesmo com pessoas e pedras fechando o nosso caminho
Fazem necessário que não tenhamos nenhuma paz
Porque a alma descansada não brilha jamais
Inabalável
Certo da vitória.”
Ousadia é motivo de orgulho, não é um ato de loucos, ou de oportunistas. Historicamente, a evolução é feita por poucos. Nós, banda, público e a imprensa que nos apoiou, somamos forças em um movimento vitorioso e revolucionário. Todos nós esculpimos sonhos coletivamente e esses sonhos agora pertencem ao mundo. Os nomes dos apoiadores estarão gravados, não apenas em um CD, mas na história da música e das artes e certamente, estão gravados, para sempre, em nosso coração, em toda a honra e glória. A vitória de todos nós é a resposta dos apoiadores ao mercado e às gravadoras, que 30 anos depois, ainda ajem de forma amadora e displicente. A única mudança real, vinda do povo e para o povo, ocorreu somente agora, com a nossa campanha vitoriosa em 2012.
Parabéns DORSAL DIE HARDS, DORSAL METAL BROTHERS, DORSAL ARMY SOLDIERS e BANZAI KAMIKAZES.
Se os brasileiros ainda querem ser uma das maiores economias do mundo, é necessário que antes aprendam a não esperar nada do governo, ou de quem quer que seja. Aprendemos todos nesta campanha de financiamento coletivo, a tecer o destino pelas próprias mãos.
Essa é a vitória da ousadia, do talento e da perseverança.
Agora começa uma nova etapa para a banda.
Depois da campanha, é hora de nos prepararmos para o CD, que vocês ajudaram a transformar em realidade. Me ausentarei durante alguns meses das comunidades e da vida do facebook, para que até mesmo, eu possa voltar a escrever para meus blogs e sites, fora os ensaios, diagramações, artes, camisetas, livros, gravação, mixagem e prensagem do CD da DORSAL ATLÂNTICA para entrega até setembro de 2012. Todos serão avisados sobre os prazos de recebimento dos produtos. Vídeos dos ensaios e gravação do CD serão postados para que todos acompanhem os trabalhos, assim como as novidades estarão no blog da página oficial da DORSAL.
Mais uma vez, obrigado. Não há como agradecer a não ser lhes dando o nosso melhor, através da música e de nossa filosofia de vida.

Aqui duas regravações que fizeram em 2012 antes do lançamento do novo álbum
 Regravaçao 2012 -Depressão Suicida /Guerrilha

domingo, 16 de dezembro de 2012

King Bird - Jaywalker / 2005


Aqui esta o primeiro do King Bird, se você gostou do excelente e já postado aqui Sunshine , então não perca o debut desta bandaça. Logo se percebe influências do início da carreira do Grand Funk Railroad, o ótimo boogie do velho Foghat e o rock sulista das feras do Lynyrd Skynyrd, entre várias outras bandas consagradas. E o melhor, o King Bird consegue ter as manhas de manter uma boa unidade nas canções como um todo; os riffs são pegajosos e os solos cheios de feeling, algo indispensável na proposta destes paulistanos. O King Bird tem em sua formação músicos já veteranos no circuito de apresentações paulista, então a descontração e sinergia facilmente percebidas nas canções deste CD são naturais. "Jaywalker" é indicado a qualquer amante do rock´n´roll. Line-up:
João Luiz - Vocal /Silvio Lopes - Guitarra /Marcelo Ladwig - Bateria /Fábio César - Baixo

Track list:
01 - Down The Crossroads /02 - Underdog /03 - Old Jack /04 - Don't Be Late /05 - Mother Nature /06 - Physis Song /07 - Empty House /08 - Burnin' Like The Sun /09 - All Over Again /10 - Just A Tale

http://www.mediafire.com/?zt2zi9jj9by

(Repostagem)

King Bird - Sunshine 2008


O KING BIRD uma das mais promissoras bandas brasileiras de hard rock, a banda paulistana que lançou seu primeiro disco, “Jaywalker”, lançado em 2005 foi um marco na história do rock brasileiro. Isso pelo fato de ser um dos melhores discos de estréia já lançados por grupo nacional. Aquela sonoridade maravilhosa dos anos 70, embalada em composições excelentes e pegajosas.O cheiro dos anos 70 continua firme e forte na música da banda. Mas um diferencial que se percebe é que as novas músicas parecem soar mais viscerais, mais pesadas. Talvez a produção pode ser a responsável. Mas o importante é que as grandes composições estão de volta. Percebe-se que o quarteto não perdeu o poder de fogo nem a qualidade quando o assunto é escrever música rock de qualidade. O disco Sunshine  de 2008 traz a participação de nomes importantes do cenário rock/heavy metal brasileiro. Entre eles, o guitarrista Andreas Kisser, do Sepultura, e a dupla Silvio Golfetti , Heros Trench, do Korzus e Maurício Nogueira (Torture Squad). O título do álbum foi escolhido pelos próprios fãs do King Bird, que votaram através de uma enquete na comunidade do grupo no Orkut. O disco anterior, “Jaywalker”, também teve o título escolhido dessa forma, pelo público da banda. Se “Jaywalker” trazia umas das maiores promessas de nosso rock, “Sunshine” deve ser com certeza a afirmação. A criatividade e técnica de João Luiz (vocal), Silvio Lopes (guitarra), Fábio César (baixo) e Marcelo Ladwing (bateria) são garantias de qualidade em se produzir discos excelentes, daqueles que não dão vontade de tirar o CD Player.

Simplesmente viciante!!! Destaque para Let The Rock Roll!!!
 Comprem o cd original !!
Contato : http://www.kingbird.com.br/

Track list: 01 New Rays Of The Old Sun / 02 Road To Ruin / 03 Getting Over My Faith / 04 I've Been Looking / 05 Still Driffitin / 06 Here Comes The Zeppelin / 07 Cross The Muddy River / 08 Where Are You Going / 09 Let The Rock Roll / 10 Dealin With The Boss / 11 Sunshine / 12 Whazzup Jack/ 13 Palm Reader / 14 New Day Comin'

sábado, 15 de dezembro de 2012

D´Xavantes - O Rock é Nosso - 2007




A banda de  Florianopolis- Santa Catarina, está na estrada desde 2003, onde em 2005 lançaram seu primeiro disco independente intitulado "Blues & Rock'n Roll". Rock n roll bem tocado, com uma pegada tipo Rolling Stones, Barão Vermelho, é a característica desta autêntica banda.
No inicio de tudo  os instrumentos usados eram flauta indígena, chocalhos, tentaram buscar um nome que representasse esse estilo, Blues/brazuca, e o que  veio na cabeça foi a tribo Xavantes, que ao pé da letra representa guerreiro de espírito puro, e o "D" veio para dar conotação de botar pra quebrar, assim quando juntou-se a palavra D'Xavantes, foi unanime, que seria esse o nome da trupe, mas também tem outras conotações como a banda gosta de comentar....
Em 2007 mostram sua maturidade musical em um álbum variado de rock chamado "O Nosso Rock", um resgate do Rock Nacional que é tão influente até hoje em bandas de garagem e que dispontam  no cenário.
Formação
Rafael Meneghini: Guitarra e Vocal, Fernando Steffen: Guitarra, Carlos Scherer: Bateria e Laércio Maziero: Baixo.
Contato
Agência Base: (45) 3378-3363 - (45) 9105-7950

Tracklist :


       1.Gata – Dxavantes
 2.Você Tem O Que Eu Quero
 3.Rock Do Uru
 4.Tô Legal Blues
 5.Longe Dos Olhos
 6. Meu Grande Amigo Eu
 7.Na Luta
 8. Não Sei O Seu Nome
       9.O Nosso Rock
 10. Onde Poderia Estar
 11.Onde Se Escondeu O Amor
 12. Sem Açúcar – Dxavantes
       13. Blues Perfumado