sexta-feira, 18 de julho de 2008

King´s X

Indo na linha do collective soul, mais uma banda que soa pop/rock com abrangentes de hard. Doug Pinnick (vocal/baixo), Ty Tabor (vocal/guitarras) e Jerry Gaskill (bateria/percussão/vocal) formam o KING´S X, apesar de ilustres desconhecidos por aqui, eles são muito conceituados no meio musical norteamericano, europeu e asiático. Tudo começou quando no final dos anos 70 , eles ainda moleques conheceram Sam Taylor, o homem por trás da ZZ Top, que, entusiasmado com o trabalho dos meninos um mix de hard, r&b, brit e indie rock embalado por harmonias vocais incomuns a estes gêneros, decide por colocá-los debaixo de suas asas e logo consegue um contrato com um pequeno selo. E assim nasce 'Out Of The Silent Planet'. Em seguida, no entanto, mandam para as prateleiras 'Gretchen Goes To Nebraska', o álbum que formatou a sonoridade da banda. Parecia que tudo estava indo bem,afinal, estavam excursionando com AC/DC e Living Colour e algumas de suas músicas estavam sendo inseridas em trilhas de filmes. No entanto, as brigas internas começam a ficar piores e, lançam 'King's X' -primeiro pela Atlantic-, mas deram um tempo para a banda. E esta pequena pausa foi providencial pois, em seguida, lançam 'Dogman', um trabalho bem mais pesado. Em 96 lançam 'Ear Candy'. retornarqm a uma gravadora de menor porte -Metal Blade- e, já em 98, desovam 'Tape Head'. E assim, com tranquilidade, lançaram 'Please, Come Home...Mr. Bulbous' e 'Manic Moonlight', todos excelentes exemplares do hard rock à King's X. Para 'Black Like Sunday', resolvem ressuscitar músicas pré-King's X e regravá-las com novos arranjos e, em alguns casos, novas letras. Em 2002/2003 gravaram um ao vivo 'Live All Over The Place'. Este ultimo trabalho -'XV'- de 2008 conseguiu bater nos EUA, em sua semana de lançamento, as vendas do novo álbum 'Good To Be Bad', do Whitesnake. (Crédito do texto : Gravetos & Berlotas ) Track list:
01. Pray 02. Blue 03. Repeating Myself 04. Rocket Ship 05. Julie 06. Alright 07. Broke 08. I Just Want To Live 09. Move 10. I Don’t Know 11. Stuck 12. Go Tell Somebody 13. Love And Rockets (Hell’s Screaming) 14. No Lie

4 comentários:

GRAVETOS & BERLOTAS disse...

Caro StayRock,
Bacana seu trabalho. No entanto, cabe uma ressalva quanto ao texto deste post do King's X. O texto é de minha autoria e foi postado no Lágrimas Psicodélicas, onde sou colaborador há quase dois anos, e no meu blog Gravetos & Berlotas junto com a discog completa da banda. Agradeceria que me fornecesse o crédito.
[]ões
Edson d'Aquino

STAY ROCK disse...

Obrigado pela visita Edson....geralmente quando coloco um post aqui eu leio sobre a banda em varios canais...e provalvelmente eu coloquei um resumo do que vc escreveu no Lagrima. O crédito será concedido, ok?? Aproveito pra elogiar o blog Gravetos& Berlotas no qual ele o Lagrima servem de referencia para muitos outros.Abraços!!

GRAVETOS & BERLOTAS disse...

Valeu, StayRock!
Show de bola sua atitude e brigadão pelos elogios. Notei que vc costuma agir de maneira corretíssima com relação a créditos e que, no caso deste King's X, poderia ter esquecido. Sei que pode parecer viadagem mas a verdade é que fico extremamente lisonjeado quando vejo a utilização de um texto meu, sempre feitos com esmêro, e por isso gosto que saibam que fui eu o autor. Já encontrei texto meu traduzido para o inglês! Lógico que também solicitei o crédito e fui atendido.mas o mesmo não ocorreu em outras ocasiões. É fundamental a interatividade e camaradagem entre nós, blogueiros musicais. E a ética tem muito a ver com isso.
Vou te linkar lá no G&B, ok?
Seu trabalho tá bacana, continue assim.
[]ões

STAY ROCK disse...

Mais que correto e justo, afinal geralmente os teus textos são muito bem escritos...Parabéns!!!
Vou linkar aqui tb o Gravetos & Berlotas... Valeu parceiro!!! Um abraço!!